Adeus, até um dia.

Este és tu, abraçado, no meio da rua, a mim, sem pudor. És tu e sou eu, a percorrer o caminho até tua casa, embalados num abraço que ninguém viu. Tu a dizeres-me o quanto me adoras e o quão bem te sentes quando estás comigo. És o acordar da desilusão quando confessas não te lembrar da noite passada. Sou eu a querer partir e tu a quereres que eu fique. Somos nós, indecisos, a amarmo-nos para logo nos esquecermos. Tu a abraçares-me. Tu a beijares o meu pescoço, marcando-o. Tu e esse sorriso malicioso que me deixava louca. Tu a olhares-me como se eu fosse invisível e eu a aperceber-me das tuas dúvidas. Eu a subir as minhas barreiras defensivas e tu a sentares-te ao meu lado, direito. Este é o teu corpo, no meu sofá, a dizer que tudo acabou.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s