Dá-me a tua melhor faca

Sinos tocam no alto do campanário e eu sofro no meio deles. Alguém trancou o alçapão que divide o sossego, da dor que abre meu coração. A solução é deitar-me da torre a baixo ou ficar ali, parada, ouvindo as horas troçar no meio do barulho ensurdecedor. A minha cabeça não suporta mais. É uma dor demasiado profunda que a vai abrindo aos bocadinhos como quem aprecia a tortura com um sorriso malicioso na cara. Chegamos então ao limite do desespero em que olhamos a torre do seu topo e ponderamos então saltar para acabar com o sofrimento, só que, entretanto, alguém desenhou paredes que nos impedem de cair e nos encurralam dentro delas, troçando ainda mais. Tornamo-nos então sensíveis também à luz o que nos leva até ao limite da loucura. Fechar os olhos com toda a força, não nos impede de ver. Fantasmas começam a assombrar a nossa vida e a nossa solidão. Queremos uma faca por ali, que nos permita acabar de uma vez por todas com tudo, que nos faça esquecer, que leve os fantasmas dali. Melhor ainda, que desapareçam para todo o sempre da nossa vida.

Aqui, o meu quarto é o campanário. Os sinos rejubilam de alegria, tocam, dão a conhecer ao mundo a sua música, afinal o que é belo é para ser mostrado. Esquecem-se dos pobres pássaros que no campanário procuram um abrigo que os mantenham aquecidos do mundo. Sinto-me um desses pássaros. O computador, não é mais do que um dos sinos que alimentam a dor. Fecharei então os olhos porque facas, não as tenho por perto. Fantasmas, já os vejo e ainda estou no início da noite que se anuncia longa. E entretanto, alguém fez destas paredes, jaulas que não me permitem sair. Dói. A minha cabeça, quero eu dizer. É demasiado o ruído, o silêncio, a luz e a escuridão. Dobro-me sobre mim mesma e com as mãos tento sossegar esta cabeça que se sente confusa, perdida. Posição fetal. Parece que no fim, as memórias do início da nossa vida nos visitam.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s