Confiar

Desapareceste do meu mundo e do mapa onde te seguia atentamente, à espera que olhasses para trás e me visses. Perdeste-te no teu mundo, o qual foi fechado a quem mais te queria bem, com uma mágoa que existe por tudo quereres e ao mesmo tempo destruíres tudo o que a ti te quer. Por onde andas?

Talvez confiar…
Talvez confiar e esperar um dia sem dor.

Por ser um véu entre ti
Talvez nunca vás mudar
Por nunca querer esquecer um fim
Que teimas lembrar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s