Memórias de Pássaro

Imagina-me como uma estranha de quem o nome nunca soubeste, que entrou e saiu da tua vida com a leveza de um pássaro que aterra para logo levantar voo. Imagina-me como um sonho que sonhaste numa noite em que deste permissão aos teus pensamentos para te encaminharem até um lugar que nunca antes havias conhecido. Imagina-me como uma cara que julgas conhecer mas nunca te lembrarás de onde. Imagina-me como a rapariga da porta ao lado, a tua secreta musa, com quem nunca falaste nem nunca terás coragem de falar. Guarda-me enquanto memória proibida. Sabes bem que nunca passará disso. Por isso despeço-me já aqui.

tumblr_mhc7xbYhOe1qd2enfo1_500

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s