É impossível domar um Estranho

Teimas em falar sobre ele como se o tivesses realmente conhecido, como se ele tivesse sido teu por um segundo. Enganas-te. Ele não é de ninguém, jamais o será. Mesmo quando for ele a achar que finalmente é hora de se render, jamais poderão domar o seu coração. Não te lamentes por não o teres ao final de cada noite. Não te escondas num canto do teu quarto a chorar como gata ferida que espera assim atrair alguma atenção. Trazes apenas pena. Pega no que resta do teu orgulho. Ele não foi o primeiro nem será o último. Devias ter-te apercebido logo que nunca seria mais do que uma ilusão. Como tu, outras ficaram para trás, a escrever trovas que se perderam na escuridão da insignificância. As cordas nem sempre prendem, as lâminas nem sempre cortam mas não queiras experimentar as suas  palavras ou os seus olhos. Basta um segundo para os teus pés ficarem sem chão, para o teu coração ficar num aperto que te sufoca e te lembra que não és assim tão forte. Transforma esse ódio em amor. Ainda vais a tempo.

orgulho

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s