O inverso

Segui cada movimento teu, olhar, sorriso. Não houve como evitar. Queria perceber o que tinha mudado. Saber o que se tinha passado da última vez. Rapidamente me apercebi que já não fazia de todo parte da tua lista de interesses. Era fácil de perceber que já não era eu que te cativava. Fui assolada por uma onda de ciúmes. Não sei de onde veio, muito menos porque veio. Não fazia de todo sentido porque eu é que desperdiçara a oportunidade. Mas acho que fere o ego de qualquer pessoa pensar o quão facilmente podemos ser descartados. Respirei fundo e controlei-me. Tentei-me despedir de ti com um brinde. Procurei-te, lembras-te? Acabei por exagerar para aguentar o cansaço. Fiquei até de manhã por perto, só a observar. Sempre pensei que era boa a ler pessoas. Enganei-me.

Window

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s