Teia de mentiras

Todos os dias em que te ausentas, ouço a minha cabeça gritar o quanto mentes para me ter a teu lado. E eu, parva perdida pelo desconhecido, faço de conta que acredito num mundo que julgas certo, fazendo de mim cega, quando vi tudo antes de tu teres tido tempo para criar uma rede de histórias que me mantém presa à tua ilusão. As noites são tuas inimigas. Tudo aquilo que crias ao longo dos dias, colapsa no preciso momento em que me viras costas num pesar regresso a casa. Ganha coragem, faz-te homem e fala. O tempo é teu inimigo e eu serei a loucura que aos poucos ocupará a tua vida quanto mais longe me mantiver. Sou tão facil de conquistar como de perder, sabias? A tua sorte é que amanhã de manhã o dia recomeça.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s