A Chaga

A cidade está mais deserta do que nunca e tu estás por todo o lado. Em cada lugar por onde passo, em cada divisão da minha casa, em cada rosto desconhecido que cruza com o meu corpo frágil. Voltar é enfrentar a realidade e cada vez que o faço, morre um pouco mais de mim. Deste significado a uma vida sem importância. Deste cor a um quadro que de tão abstracto mal se entendia. Deste sentido ao que julgava perdido e de tão certo te ter, fiquei cega. Sinto a tua falta todos os dias e dava tudo para voltar à sala de cinema abandonada onde uma noite me procuraste.

Eu estava tão perto de ti que sinto frio ao pé dos outros.” 
Paul ÉLUARD

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s