Vem fazer de conta

Vem fazer de conta que não há regras, limites ou distâncias a separarem o meu corpo do teu. Que não houve um ontem nem haverá um amanhã. Temos este momento e este momento só. Não há linhas de texto a falar por nós. Não há poemas durante a madrugada a embalar os nossos pesadelos. Não há canetas a ficar sem tinta nem folhas rasgadas pelo chão. E enquanto não chegas, faço as malas para partir.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s