Alma Grande

Tu: Minha querida, fiquei feliz por te conhecer. És bela e dona de uma alma grande.
Eu: Alma grande?
Tu: Querida, “alma grande”, ma-atma em sânscrito, é uma expressão usada pelos hindus e pelos seus descendentes budistas para designar uma pessoa cuja alma é maior do que o seu próprio mundo. Não é fácil de definir, é mais fácil de reconhecer quem a tem. Vou tentar. O que é normal é uma pessoa cuidar do seu mundo e tentar pôr o que está fora dele ao seu serviço. O que não é mal nenhum e assegura tanto quanto possível uma vida “segura”. A alma grande voa pelo mundo infinito e o seu mundo é um reflexo de um mundo maior. Ter uma alma grande é ter em si uma parte divina, o que apenas quer dizer que anseia não por coisas do mundo, mas sim pelo que o transcende: a beleza e a bondade. Ela não odeia o mundo, respeita-o, mas sabe, de uma certeza que não se deixa comprovar, que o seu sentido não se encontra nele, mas fora dele. O divino, o espírito, a alma, é o sentido do mundo, o que lhe traz sentido e sem ele o mundo não tem valor: são coisas e mais coisas, factos e mais factos sem uma história que se possa contar. Foi isto que senti quando te vi. Talvez por já ser velho e ter visto muita gente sorrir e sofrer, nascer e morrer. Ter uma alma grande é muitas vezes um inconveniente, como tudo o que é um privilégio. É, julgo eu, a maior das responsabilidades para o próprio e para os outros que vivem na mesma cadência ao respirar. Sê quem és, é o destino de quem procura o divino em si.

Audrey Hepburn - Free Spirit

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s