Algures

Todos os dias me sento no aeroporto à tua espera. Levo um livro comigo de modo a que o tempo que insiste em prolongar a tua ausência se torne mais curto e que chegues logo. Quando me atraso nesta minha rotina, escrevo-te cartas onde me desculpo da minha insensibilidade e te digo que te quero cada vez mais aqui. Mas o tempo, não passa.
Senta-se um estranho a meu lado que começa a recitar poesia em francês. Perco-me mas suas palavras e nos meus pensamentos. Por onde andas tu? Já não tenho a quem escrever nem com quem alucinar quando as noites se tornam longas. Tu partiste e eu perdi-me. Deixei que o silêncio preenche-se o vazio que deixaste em mim, afogando as mágoas em viagens nocturnas para cidades que não a tua. Acho que sinto a tua falta. Alguma vez voltarás?

IMG_1466.JPG

Anúncios

One thought on “Algures

  1. Cheguei até aqui através da Plataforma de Blogues no Facebook. Já sigo e tenho que dizer que gosto imenso, não só do design simplista, mas sobretudo das publicações. Muito bem escrito!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s