Meu sacana

Fechei os olhos por momentos. Tornou-se mais fácil de te ver desta forma. De te recordar. O meu coração continua a reagir como da primeira vez que recebi um beijo teu. Vivo, em desassossego como sempre, aguardando uma palavra tua que o console desta solidão. Partiste e não há volta a dar. Não te posso ir buscar. Não te vou implorar por um regresso há muito desmentido.  Tenho pena. Alimentas os meus pequenos demónios. E sabes bem o prazer que isso me dá. Fazes de mim uma louca. Mas uma louca feliz. Despertas na minha escrita um mundo que na reaalidade nunca existe. Sempre enquanto a noite cai. Se me perguntarem quem tu eras, direi que não me passavas de um Estranho. Sabes que é a verdade. Mas um Estranho que me significava muito mais do que muitas pessoas que me rodeiam no dia-a-dia. Há mais histórias sobre ti do que sobre qualquer outra pessoa. Este sítio é teu e de mais ninguém. Julguei em tempos ter pertencido a outro corpo mas agora, enquanto revejo o meu passado, entre linhas, é tudo teu. Só teu. Nem me lembro do que primeiro falei contigo. De ti quero o teu silêncio que me conforta, quero sentir a tua mão a puxar a minha cara na tua direcção. A música a tocar no rádio do teu carro enquanto a chuva continua a cair lá fora. Ainda possuo a árvore que me ofereceste no dia de todos os namorados. E assim sorrio. E assim te digo mais uma boa noite.

Beijar

Anúncios

One thought on “Meu sacana

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s