Perdi-me na tua varanda

Este mundo não foi feito para pessoas como tu ou eu. Vivemos de limites que nunca ousámos transpor, de linhas que escrevemos um ao lado do outro, de livros que oferecemos para nos manterem acordados pela noite fora. Perdemo-nos nos sofás da tua varanda em conversas tardias e cigarros que se fumavam sozinhos. Desejámo-nos mas depois matámos o desejo antes que o amor aparecesse. Pelo menos tu conseguiste que assim fosse. Eu sou uma causa perdida. Fomos feitos para ser amados. Feitos para conquistar e seduzir mas nunca para amar. O encanto logo se perde e nós não podemos perder esse encanto que nos alimenta. A vida seria tão mais simples para nós se tudo se fosse feito para resumir-se a uns quantos cafés, troca de olhares ou insultos e corpos amados que de manhã se vão embora. Mas nós complicamos. O único momento de sossego é o silêncio que partilhamos na tua varanda. Até as estrelas se deixam ver mas nós continuamos a preferir o nosso anonimato.

conversas com um estranho - blog

Anúncios

One thought on “Perdi-me na tua varanda

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s