Esta noite durmo com as Estrelas

Posso dizer-te que soube perfeitamente que esta foi a última vez que te deitaste a meu lado. O sentimento de vazio a preencher-me as entranhas, o calor a emanar do teu corpo magoado a sufocar-me no silêncio da noite.
Abraço por diversas vezes o teu corpo com toda a força que tenho mas não obtenho qualquer reacção da tua parte. Nem um único músculo a pedir-me para ficar, nem um suspiro a dizer-me o quanto lamentas tudo.
Os beijos que deposito nas tuas costas despidas de prazer são desperdícios que ficarão esquecidos no chão do teu quarto quando esta manhã me levantar para partir. Tu ficarás perdido nos teus lençóis,  fingindo dormir enquanto me vês a vestir a vergonha de sair daquele local sem uma palavra tua.
Não sei o que será de ti, de mim ou de nós. Vou ignorar-te até seres tu quem me procura no nevoeiro da madrugada esquecida, aclamando meu nome como trovão que irrompe pelas nuvens que assombram a nossa vida. E quando achares o caminho de volta até mim, verás que hoje durmo em melhor companhia, durmo com as estrelas.

image

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s